Centro de conhecimento da BenQ

6 passos para calibrar monitores de desenho gráfico com um colorímetro

BenQ
2021/03/18

s dias em que os colorímetros e outros equipamentos para a calibração de monitores eram caros se foram. Mais e mais versões estão surgindo com maior precisão, porém mesmo assim, existem algumas etapas que você deve se preparar para a calibração. Conheça-os!

1. Instale o software e, em seguida, o colorímetro

Depois de instalar o software para criar o perfil e o colorímetro no computador, calibre a tela usando o colorímetro. O monitor deve estar ligado por pelo menos 15 minutos antes de realizar qualquer calibração.

Se não for feito na temperatura certa, as cores podem variar ligeiramente, mesmo que não sejam visíveis a olho nu. Felizmente, o colorímetro notará a diferença.

2. Ajuste do brilho e contraste do monitor

O primeiro ponto importante é definir os pontos pretos e brancos do seu monitor. Seu colorímetro pode ser usado para calibração. Se o monitor estiver muito escuro, os detalhes das sombras serão perdidos, mas se estiver muito claro, as cores parecerão desbotadas e não será possível corrigi-las corretamente. Além disso, não haverá correspondência entre a imagem mostrada e a impressa.

Por esse motivo, é importante que você possa distinguir entre um pixel em 0 e um pixel em 2 ou 3 em seu monitor calibrado, embora isso também se aplique a valores altos. Por quê?

O brilho ideal para um monitor é entre 80 e 140 Cd / m², dependendo do brilho do seu ambiente de trabalho ou do destino de suas fotos. Se você pretende imprimir, é quase melhor 80/100 Cd / m² e 120/140 cd / m² se quiser exibi-lo na web.

LEMBRE-SE: não procure um ajuste que mostre uma diferença entre um pixel no nível 254 e outro em 255, porque isso significaria que você é capaz de ver uma diferença de 1/255, o que é tecnicamente impossível, já que os olhos só apreciam ver a diferença de 1/200. Além disso, os monitores para desenho gráfico (e qualquer tipo de monitor, em geral) não podem mostrar essa diferença. Se você ver, significa que outros valores não estão bem estabelecidos.

3. Configuração da Gamma

De acordo com o colorímetro que você usa, é possível escolher um ajuste de gamma específico. Teoricamente, você deve escolher 2.2, mas dependendo do monitor que você está calibrando, é possível que seja melhor ficar com 1.8. Os monitores para desenho gráfico geralmente são ajustados para 1,8 por padrão. Nesse caso, se o 2.2 não funcionar para você, volte para o 1.8.

4. Ajustando a temperatura da cor

O último ponto importante é a temperatura de cor do monitor, ou mais precisamente, do seu ponto branco. Quando você mostra um branco no Photoshop (255, 255, 255), ele realmente parece branco ou parece um branco suave ou um pouco amarelo ou um pouco azul? Com 9.300K, a configuração de fábrica para monitores que não são para artes gráficas, o monitor é muito claro e frio.

O valor ideal é entre 5.000K e 6.500K, sendo este último a temperatura de cor tradicional da luz em um dia ensolarado.

5. Controle da luz ambiente

Alguns colorímetros permitem medir a luz ambiente para que o ajuste de brilho seja mais adequado. Se você estiver em um ambiente com uma luz controlada, talvez isso não seja necessário, mas, se não for, talvez você precise procurar um colorímetro com essas características.

6. Caracterização

O último passo da calibração é chamado de caracterização. Dependendo do software de calibração utilizado, você verá vários pontos de cor em seu monitor profissional, que o colorímetro medirá para revelar suas características de cor - isto é, seus defeitos.

 

operador.png

VOCÊ TEM ALGUMA OUTRA DÚVIDA?
Entre em contato conosco
faleconosco.br@benq.com

whatsapp-official-logo-png-download 11 98827 - 8538 / 11 96173 - 5253

 

TOP